Arquivo

Archive for the ‘Web 2.0’ Category

A Web 2.0 no Ensino de Química: Podcasting, Blogs, Twitters e Mobile-Learning

23 de julho de 2010 Deixe um comentário

Minicurso concluído, abaixo segue os links das apresentações do Minicurso: A Web 2.0 no Ensino de Química: Podcasting, Blogs, Twitters e Mobile-Learning, no XV Eneq realizado em Brasília.

Agradecemos a todos que participaram do Minicurso.

No Scribd:

Dia 01: Bruno Leite || Marcelo Leão

Dia 02: Bruno Leite || Marcelo Leão

No SlideShare:

Dia 01: Bruno Leite || Marcelo Leão

Dia 02: Bruno Leite || Marcelo Leão

No Google Docs:

Dia 01: Bruno Leite || Marcelo Leão

Dia 02: Bruno Leite || Marcelo Leão


Anúncios

Ferramentas das Redes Sociais

22 de julho de 2010 Deixe um comentário

Redes Sociais White Label

Redes sociais White Label oferecem uma estrutura para as empresas ou pessoas que desejam construir uma comunidade on-line adaptadas aos seus gostos e necessidades. As plataformas estão sendo usadas para tudo, desde marketing, branding e até desenvolvimento de produtos ou para uso interno em empresas.

Ning
GoingOn Community Platform
BuddyPress
Elgg.org
Boonex Dolphin
SocialGo
Crowdvine
KickApps
Snapville
Cisco’s Eos Platform

Blog

Site cuja estrutura permite a atualização rápida a partir de acréscimos dos chamados artigos, ou “posts”. Estes são, em geral, organizados de forma cronológica inversa, tendo como foco a temática proposta do blog, podendo ser escritos por um número variável de pessoas, de acordo com a política do blog.

WordPress.com
WordPress.org
WordPress MU
b2evolution
Blogger
Typepad
Vox
Moveable Type.com
Moveable Type.org
LiveJournal
Posterous
Serendipity

Ferramentas para comentários em blogs

Ferramentas que permitem a integração de blogs com outras mídias sociais, tais como outros blogs, redes sociais, microblogs, redes de comparilhamento e demais serviços.

Intense debate
Halo scan
Disqus
Js-kit
CommentLuv
Subscribe to Comments

Microblogging

Micro-blogging é uma forma de publicação de blog que permite aos usuários que façam atualizações breves de texto (geralmente com menos de 200 caracteres) e publicá-las para que sejam vistas publicamente ou apenas por um grupo restrito escolhido pelo usuário. Estes textos podem ser enviados por uma diversidade de meios tais como SMS, mensageiro instantâneo, e-mail, mp3 ou pela web.

Tumbler
Jaiku
TweetDeck
HootSuite
TweetStats
Seesmic
Twitterrific
Group Tweet
Friend or Follow
TwitPic
Tweet Backup

Encurtadores de URL’s

Encurtamento de URL é uma técnica na World Wide Web onde um provedor torna um site disponível com um URL muito curto, em adição ao endereço original. Por exemplo, a página http://en.wikipedia.org/w/index.php?title=TinyURL&diff=283621022&oldid=283308287 pode ser encurtada para http://tinyurl.com/mmw6lb.

Bit.ly
TinyURL
Cli.gs
Is.gd
doiop.com
SnipURL.com

Plataformas para Fóruns

Fórum de discussão é uma ferramenta para páginas de Internet destinada a promover debates através de mensagens publicadas abordando uma mesma questão.[1] Também é chamado de “comunidade” ou “board”.

vBulletin
PHPBB
Simple Machines Forum (SMF)
Vanilla Forums
MyBB
Invision Power Board
bbPress

Social Bookmarking / Sharing

O Social Bookmarking, resumidamente, é um sistema de bookmarks (também conhecido como favoritos ou marcadores) online, público e gratuito, que tem por finalidade disponibilizar seus favoritos na internet para o seu fácil acesso e para compartilhar com os usuários deste tipo de serviço. Pode ser classificado como parte do conceito que é chamado de Web 2.0.

Delicious
Digg
Reddit
StumbleUpon
Sphinn
Slashdot
Newsvine
AddThis
ShareThis

Compartilhamento de vídeos, fotos, documentos

YouTube
Flickr
Vimeo
Scribd
Picasa Web Albums
DocStoc
MetaCafe
Blip.tv
Daily Motion
PhotoBucket

Colaboração

Zoho
Google Docs
BaseCamp
WriteBoard
ReviewBasic

Podcasting

Podcasting é uma forma de publicação de arquivos de mídia digital (áudio, vídeo, foto, PPS, etc…) pela Internet, através de um feed RSS, que permite aos utilizadores acompanhar a sua atualização. Com isso, é possível o acompanhamento e/ou download automático do conteúdo de um podcast.

PodBean
BlogTalkRadio
Audacity
Podomatic
gengibre

Wikis

Uma Web Wiki permite que os documentos sejam editados colectivamente com uma linguagem de marcação muito simples e eficaz, através da utilização de um navegador web. Dado que a grande maioria dos wikis são baseados na web, o termo wiki é normalmente suficiente. Uma única página num wiki é referida como uma “única página”, enquanto o conjunto total de páginas, que estão normalmente altamente interligadas, chama-se ‘o wiki’.

MediaWiki
Confluence
TWiki
BrainKeeper

Aprendizagem Social

Moodle
Blackboard
Articulate e-Learning Software
Joomla Learning Management System (LMS)

Pesquisa

Technorati
Google Blog Search
Google Alerts
Yahoo! Alerts
Bing’s Social Search
SocialMention.com
Google Social Search
SocialSearch.com SearchWiki

Monitoramento e métricas

Twitalyzer
Feedburner – Track RSS subscriber stats.
PostRank
Omniture Site Catalyst
Performancing Blog Metrics
Google Analytics
Compete
Alexa

*Postado primeiro em: http://migre.me/XrJU

A Web 2.0 no Ensino de Química: Podcasting, Blogs, Mobile-Learning, e TV digital.

21 de outubro de 2009 Deixe um comentário

Iniciou na última Terça (20/10/09) o Mini-Curso A Web 2.0 no Ensino de Química: Podcasting, Blogs, Mobile-Learning, e TV digital, na Jornada de Ensino e Pesquisa (JEPEX) da UFRPE.


A apresentação (link abaixo) discute sobre a Web 2.0 no ensino de Química, ferramentas da Web, entre outros.


é a Química sendo expandida…
by Bruno Leite (lattes)

O uso das Tecnologias no ensino de Química: a Web 2.0 como ferramenta de aprendizagem

29 de novembro de 2008 Deixe um comentário
Em continuação aos seminários apresentados no departamento de Química pelos colaboradores do Núcleo SEMENTE. Apresentei um seminário sobre “O uso das tecnologias no Ensino de Química: a Web 2.0 como ferramenta de aprendizagem.” Neste seminário destaquei a grande importância que há no uso das tecnologias para o ensino.
Inicialmente explorei sobre as TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação) e sua grande importância na sociedade, seguindo como uma problemática da qual questiona como as tecnologias, em especial a Web 2.0, pode contribuir no processo de Ensino-Aprendizagem. Destacando os objetivos para tal trabalho, bem como a relação da Internet na sociedade e sua utilização como ferramenta de aprendizagem.

Sabendo do potencial que a Internet tem discutimos sobre a Web 2.0, que é a nova geração da Internet, onde deixamos de ser apenas leitores das informações contidas na web e passamos a ser leitores e produtores dessas informações. Algumas diferenças entre a Web 1.0 e a Web 2.0 foram mostradas na tabela (ver slide). Destacamos algumas ferramentas da Web 2.0, tais como wikis, blogs, entre outros.

Como ferramentas de aprendizagem da Web 2.0 mostramos o Portal do SEMENTE (www.portal.semente.pro.br) e o Portal AQUÍMICA (www.aquimica.xpg.com.br), além de alguns blogs que são utilizados como ferramentas de aprendizagem cooperando com o processo de ensino-aprendizagem. Citamos também o Joomla!, o Flickr, o agregador iTunes, o google reader, entre outros.

Por fim destacamos a previsão do surgimento da Web 3.0 a chamada Web semântica, onde a Web semântica interliga significados de palavras tendo como finalidade conseguir atribuir um significado (sentido) aos conteúdos publicados na Internet de modo que seja perceptível tanto pelo homem como pelo computador.

Confira o Slide da apresentação (clique aqui)
É a química sendo expandida….

Bruno Leite (lattes)

Tecnologias no Ensino de Química

19 de outubro de 2008 Deixe um comentário
Na última sexta (18/10) a pedido da Professora Edênia Amaral, apresentei um seminário sobre as Tecnologias no Ensino de Química. Direcionei o seminário  para os tecnologias envolvendo: hipermídias, podcasting’s e Web 2.0. A turma da disciplina de Instrumentação para o Ensino de Química do departamento de química da UFRPE foi o foco desta apresentação. a seguir descrevo um resumo do que foi apresentado.

Inicialmente deixei claro que o uso das tecnologias não devem ser tidas como uma substituição de determinadas aulas, mas sim como um complemento. A idéia é de uma adição, salientando que cabe ao professor a sua capacitação mesmo que não haja em sua escola, ou sua realidade escolar, computadores ou materiais para tais tecnologias. O professor pode utilizar as tecnologias em conjunto com outras estratégias didáticas.

É notável que exista uma diferença entre conhecimento e informação, não  basta apenas ter a informação precisa-se construir o conhecimento significativo da informação. Não basta apenas termos o conhecimento se não há transmissão, ser “o professor” não induz ao aprendizado eficiente e promissor por parte de quem se ensina. Precisamos entender que entre a informação e o conhecimento há um “meio” um instrumento que fica entre esses dois pontos: a linguagem.





Partindo desses pressupostos iniciais temos a hipermídia. 
A Hipermídia é uma  ferramenta didática que permite a passagem de diversas formas de linguagem (textos, imagens, sons, etc.), facilitando uma construção do conhecimento por parte do aprendiz, respeitando-se a individualidade cognitiva do de cada indivíduo. Nesse contexto, as hipermídias apresentadas respeitam a individualidade cognitiva, elas foram construídas com o objetivo de complementar as aulas de química. As hipermídias mostradas foram: Ligação Iônica, Cinética Química, Modelos Atômicos e Eletrólise.


Os podcasting’s têm  se destacado sobremaneira na tecnologia educacional, permitindo que esta nova tecnologia possa criar novas oportunidades no processo de ensino-aprendizagem. O termo “podcasting” surgiu como o acrônimo das palavras “public on demand” e “broadcast”. O termo podcasting pode ser descrito de forma resumida como sendo uma emissão pública segundo uma demanda. Algumas etapas foram mostradas para a elaboração de um podcasting, e notadamente vista a facilidade de se criar um podcasting. Os podcasting’s apresentados são os mesmos disponibilizados aqui no blogger: Pilhas eletrolíticas, Síntese e decomposição e por último o podcasting sobre Acidez estomacal.

Por fim discutimos um pouco sobre a Web 2.0 que é a segunda geração de serviços online e caracteriza-se por potencializar as formas de publicação, compartilhamento e organização de informações, além de ampliar os espaços para a interação entre os participantes do processo. Algumas definições foram destacadas e diferenças da Web 1.0 e a Web 2.0, bem como alguns portais foram mencionados, dentre eles: Portal do SEMENTE e o Portal AQUÍMICA, além dos blogs Bruno’s Chemistry; uma conversa sobre “coisas” da química e o blog história da química. Lembramos também o Orkut do SEMENTE, que é utilizado como ferramenta de ensino-aprendizagem. Restou-nos ainda um momento para mencionar sobre a Web 3.0 (Web semântica) que brevemente estará surgindo.

Muito foi discutido entre a turma sobre os materiais apresentados e muito ainda há de se discutir, as tecnologias estão presentes em nossas vidas, várias sugestões foram dadas e destacadas durante o seminário.
 Agradeço a oportunidade dada pela professora Edênia e aos alunos que com tão apreço contribuiram para este momento. O slide da apresentação está disponível em Tópicos de Química.

É a química sendo expandida…

by Bruno Leite (lattes)