Física das Partículas

Discutindo um pouco sobre a Estrutura Atômica, veio uma intervenção sobre qual são as partículas existentes. Bom, lembrei de alguns, quarks, léptons, pósitrons, etc. Pensando que na Química é pouco discutido essas partículas (bem mais discutidos na Física das Partículas) resolvi trazer um resumo sobre essas partículas. Conto com a colaboração de vocês para preencher, completar e corrigir sobre o assunto.

Vamos lá:

No Modelo padrão, as Partículas elementares são classificadas como quarks, léptons e bósons mediadores.

Bósons partículas de spin inteiro. Os bóson mediadores promovem as interações entre as partículas. Um dos bósons mediadores é o glúon, e ele age como uma espécie de cola. São os glúons que unem os quarks up e down para formar os prótons e os nêutrons e, consequentemente, a matéria.

Férmions são partículas de spin semi-inteiro

Os bósons são partículas que intermediam forças, como o fóton (intermediador da força eletromagnética) e os gluons (intermediadores da força forte).


Os férmions são classificados em quarks e léptons

Quark, em física de partículas, é um dos dois elementos básicos que constituem a matéria (o outro é o lépton) e é a única, dentre as partículas, que interage através de todas as quatro forças fundamentais. Os quarks são partículas que interagem através da força forte.

Estas são partículas fundamentais da natureza que estão no núcleo do átomo. Acreditamos hoje que os quarks são a unidade estrutural mais fundamental a partir da qual todas as partículas nucleares se formam.

Os quarks ocorrem em seis tipos na natureza: “top”, “bottom”, “charm”, “strange”, “up” e “down”. Os dois últimos formam os prótons e nêutrons, enquanto os quatro primeiros são formados em hádrons instáveis em aceleradores de partículas. O quark up e o down são os que formam os prótons e nêutrons

  • O próton é uma trinca de quarks, formado por dois quarks “up” e um quark “down”. Dizemos então que o próton tem a estrutura uud.
  • O nêutron é formado por dois quarks “down” e um quark “up”. Por isso que há uma pequena diferença de massa entre o próton e o nêutron.

Três quarks podem se unir, através da força forte, para formar outras partículas, essas são chamadas de bárions (os prótons e o nêutron são bárions).

Os hádrons são partículas pesadas formadas por quarks e que são estáveis graças à força forte, os barions são tipo de hadrons.

Léptons é uma partícula subatômica que não interage fortemente. O elétron é um exemplo de lépton.

Todos os mésons e bárions são formados por quarks embora de modos diferentes. Mésons e bárions são hádrons

Bárions: é a classe de partículas subatômicas na qual os prótons e nêutrons estão incluídos. Os bárions são formados por três quarks e constituem o núcleo atômico, juntamente com os mésons. Nós, formados por prótons e nêutrons, somos feitos de matéria bariônica.

Anti-partículas

Além das partículas elementares existem as anti-particulas. Basicamente, cada partícula tem uma anti-partícula correspondente, com características iguais, mas carga elétrica oposta. O pósitron é a anti-partícula do elétron.

Na natureza só existem 4 tipos de forças:

  1. a nuclear forte;
  2. nuclear fraca;
  3. eletromagnética;
  4. gravitacional.

Cada uma dessas possui uma partícula (um bóson) que serve para transmitir essa força.

No caso da eletromagnética, o fóton, no caso da nuclear forte, os glúons, nuclear fraca os bósons W, no caso da gravitacional o gráviton (esse ultimo ainda não foi observado experimentalmente, por isso é uma partícula hipotética).

Resumindo:

Pósitrons: Elétrons com carga positiva (antimatéria).

Léptons: Partículas leves: Elétrons e neutrinos.

Quarks: Constituintes dos prótons e nêutrons.

Glúons: Partículas que ligam os quarks entre si.

Hádrons: Partículas pesadas: são partículas que estão no interior do núcleo atômico.

Antiquarks: Antimatéria dos quarks: Consituintes dos mésons.

Bárions: Prótons e nêutrons.

Nucleons: prótons e nêutrons

Mésons: Partículas constituintes de um quark e um antiquark. Os mésons pi ligam prótons e nêutrons entre si nos núcleos atômicos.


Bom, sei que está resumido mas acredito que tenha contribuído.

Sugestões, serão sempre bem recebidas.

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: